domingo, 30 de março de 2014

YOUCAT – Fé expressa numa linguagem comum.

YOUCAT – Fé expressa numa linguagem comum

Em 2006, o Compêndio do Catecismo da Igreja Católica foi apresentado em Viena. Na conferência de imprensa, uma mulher levantou-se e disse que este livro não era útil para os jovens, e que era necessário um catecismo que chegasse aos jovens de hoje! Ela estava certa. Mas quem escreveria um catecismo assim? Acima de tudo, não poderia ser feito sem o envolvimento dos jovens.

Um grupo de escritores chegou à conclusão de que devia criar um texto baseado no Catecismo da Igreja Católica. Passaram então dois campos de férias de verão a discutir o texto com o total de 50 jovens. Deste modo, o YOUCAT surgiu baseado numa prática diária da fé dos jovens. É isto que o torna tão valioso. O próprio Papa Bento XVI apoiou o projeto desde o início. Ele próprio escreveu o prefácio, recomendando de todo o coração este livro aos jovens.

João Paulo II



A vida de Karol Wojtyla, polonês que conquistou o mundo com o nome de papa João Paulo II, é tema de um musical que será exibido na Cracóvia e em Roma no mês de abril. Intitulado "Karol Wojtyla: A Verdadeira História", o espetáculo é produzido pelo italiano Mauro Longhin e será apresentado pela primeira vez ao público no Teatro Slowacki, no dia 2 de abril, na cidade polonesa. 
A capital italiana, por sua vez, receberá o musical no dia 15 de abril, no Teatro Brancaccio. 

A obra reconta a vida de Wojtyla como ser humano comum e como líder da Igreja Católica e foi montada por ocasião da canonização de João Paulo II, que ocorrerá em 27 de abril, no Vaticano.    O texto do musical, que tem 120 minutos, é assinado por Duccio Forzano, Donatella Damato, Patrizia Barsotti e Gaetano Stella.   

Chiara Badano

Chiara Badano (em português: Clara Badano), dito Chiara Luce, conhecida como Beata Chiara Luce (Sassello, 29 de outubro de 1971 - Turim, 7 de outubro de 1990) é uma beata italiana.

Era bonita, gostava de fazer esportes e os seus amigos consideravam-na uma pessoa extraordinária. Aos 17 anos foi-lhe diagnosticado um tumor ósseo e começou a enfrentar a doença confiando tudo a Deus. Transmitia a todos serenidade, paz e alegria, e diante do sofrimento dizia: "Se é assim que queres Jesus, também eu quero". A sua vida é um exemplo para muitas pessoas. Poucos dias antes da sua partida para o céu dizia aos seus amigos: "Eu já não posso correr, mas gostaria de vos passar a chama, como nas Olimpíadas".

Na Igreja Católica, é considerada uma beata. Muitos jovens a consideram como um modelo para todos seguirem. Foi dito que "Isso ajudará a nadar contra a correnteza do mundo consumista que se vive na atualidade".

Pier-Giorgio

Filho de Alfredo Frassati e Adelaide Ametis, família abastada, dona do jornal La Stampa. Tendo vivido entre 1918 e 1922 em Berlim, onde o seu pai foi embaixador de Itália, Pier Giorgio viveu sobretudo no Piemonte, na cidade de Turim.
Pier-Giorgio era profundamente anti-fascista, chegando a envolver-se em confrontos físicos com adeptos do Partido Social Fascista de Benito Mussolini. Quando aquele dirigente assumiu o poder, em 1922, o seu pai demitiu-se de embaixador e regressou a Itália com a família. Em 1921 Pier Giorgio inscreveu-se no Partido Popular italiano (Partito Popolare Italiano), dirigido por Luigi Sturzo que se reclamava das ideias da Democracia Cristã.
Dedicou-se desde muito novo a várias obras sociais, de caridade e religiosas. Envolveu-se no seio de vários grupos católicos de juventude, como oApostolado da Oração e a Sociedade de São Vicente de Paulo, quando adolescente participou dos centros da Juventude Mariana Vicentina em Turim, e mais tarde torna-se membro da Ordem Terceira de São Domingos. Uma da suas máximas de vida era: «A Caridade não é suficiente: precisamos de reformas sociais». Foi um dos fundadores do jornal «Momento», baseado nos ensinamentos sociais do Papa Leão XIII explanados na sua encíclicaRerum Novarum. Estudante de Engenharia Industrial Mecânica na Escola Real Politécnica, entre 1918 e 1925, pretendia vir a dedicar-se integralmente aos mineiros, que ele via como uma das classes profissionais mais sofredoras, seja em termos de dureza profissional, fosse em termos sociais.
Era um desportista, praticando diversas modalidades entre as quais se destacava o montanhismo, mediante o qual aproveitava para se isolar, rezar e reflectir na solidão das montanhas.
Frassati morreu em 1925 de poliomelite e milhares de pessoas participaram no seu funeral. Encontra-se enterrado na Catedral de Turim.
Foi chamado de Homem das oito beatitudes pelo papa João Paulo II, que o nomeou Patrono dos Desportistas e o beatificou a 20 de Maio de 1990.
Sua festa religiosa é a 4 de julho.


Bíblia

A Sagrada Escritura é o conjunto dos livros escritos por inspiração divina, nos quais Deus se revela a si mesmo e nos dá a conhecer o mistério da sua vontade. O Antigo Testamento contém a revelação feita por Deus antes da vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo ao mundo. O Novo Testamento contém a revelação feita diretamente por Jesus Cristo e transmitida pelos Apóstolos e outros autores sagrados. «A Sagrada Tradição e a Sagrada Escritura estão intimamente unidas»

02 de Abril 2014

Brasília (RV) - O Conselho Permanente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) convoca todas as Igrejas do país para que toquem os sinos, no dia 2 de abril, às 9h, por ocasião da canonização do Beato José de Anchieta.

Em carta, enviada aos bispos, o bispo auxiliar de Brasília e secretário geral da CNBB, Dom Leonardo Steiner, explica que será um "gesto de alegria, gratidão e comunhão por estar inscrito entre os santos, o Apóstolo do Brasil".

Durante a 52ª Assembleia Geral da CNBB, que acontecerá em Aparecida (SP), será celebrada missa em ação de graças pela canonização do beato, no dia 4 de maio, às 8h, no Santuário Nacional de Aparecida.

Celebrações por onde Anchieta passou

O arcebispo de São Paulo (SP), Cardeal Odilo Pedro Scherer, convidou o clero da arquidiocese para acolher a canonização com manifestações de "júbilo e ação de graças a Deus", pedindo que os sinos toquem, todos juntos, às 14h, por cinco minutos, ao menos. No domingo, dia 6, haverá procissão saindo do Pátio do Colégio, às 10h15, em direção à Catedral da Sé, onde será celebrada missa solene às 11h.

Em Salvador (BA), o arcebispo local e primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, celebrará uma missa, às 18h, na Catedral Basílica.

Na arquidiocese de Vitória do Espírito Santo (ES) haverá missa na catedral metropolitana, às 18h do dia 2, presidida pelo arcebispo local, Dom Luiz Mancilha Vilela. Às 20h, a comunidade Shalom apresenta o musical “Anchieta para todas as tribos”. No domingo, dia 6, duas missas estão marcadas. Às 9h30, na paróquia Beato José de Anchieta, em Serra (ES), e às 16h, no pátio do Santuário de Anchieta (ES).

O arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro (RJ), Cardeal Orani João Tempesta, presidirá uma missa em ação de graças na Catedral Metropolitana de São Sebastião, no dia 2 de abril, às 18h.
(CM-CNBB)


Texto proveniente da página http://pt.radiovaticana.va/news/2014/03/30/os_sinos_do_brasil_v%C3%A3o_tocar_por_achieta_dia_2_de_abril/bra-786187
do site da Rádio Vaticano 

Papa Francisco


O papa Francisco surpreendeu seu próprio mestre de cerimônias nesta sexta-feira ao confessar seus pecados a um sacerdote na Basílica de São Pedro.

O papa presidia uma missa para mostrar a importância que ele atribui ao sacramento da reconciliação, comumente conhecido como confissão.
http://noticias.terra.com.br/ 

Youcat

Pergunta 41 do YouCat

A ciência natural torna o Criador desnecessário?
Não. A frase "Deus criou o mundo" não é um axioma rebuscado na ciência natural. Trata-se de uma afirmação teológica (theos = Deus, logos = sentido). Isto é, uma asserção de carácter divino acerca do sentido e da origem das coisas. [282-289]
A narrativa da Criação não é um modelo explicativo científico-natural do início do mundo. "Deus criou o mundo" é uma declaração teológica na qual se refere a relação do mundo com Deus. Deus quis o mundo; Ele acompanha-o e aperfeiçoa-o. Ser criado é uma qualidade inerente às coisas e uma verdade elementar sobre elas.
Vós amais tudo o que existe e não odiais nada do que fizestes; porque se odiásseis alguma coisa, não a teríeis criado. Sb 11,24

terça-feira, 25 de março de 2014

10

1) Ter um coração jovem sempre: “Vós tendes uma parte importante na festa da fé! Vós nos trazeis a alegria da fé e nos dizeis que devemos vivê-la com um coração jovem sempre: um coração jovem, mesmo aos setenta, oitenta anos! Coração jovem! Com Cristo o coração não envelhece nunca!” (Homilia de Domingo de Ramos 24/03/2013 – Dia da Juventude)
2) Ir contra a corrente: “Sim, jovens, ouvistes bem: ir contra a corrente. Isso fortalece o coração, já que “ir contra a corrente” requer coragem, e o Senhor nos dá essa coragem. Não há dificuldades, tribulações, incompreensões que possam nos meter medo se permanecermos unidos a Deus como os ramos estão unidos à videira, se não perdermos a amizade d’Ele, se lhe dermos cada vez mais espaço na nossa vida”. (Santa Missa dos crismandos em Roma – 28 de abril de 2013)


3) Apostar em grandes ideais: “Não enterrem os talentos! Apostem em grandes ideais, aqueles que alargam o coração, aqueles ideais de serviço que tornam fecundos os seus talentos. A vida não é dada para que a conservemos para nós mesmos, mas para que a doemos. Queridos jovens, tenham uma grande alma! Não tenham medo de sonhar com coisas grandes!” (Catequese do dia 24/04/2013).
4) Estar com Deus em silêncio: “Aprendam a permanecer em silêncio diante d’Ele, a ler e meditar a Bíblia, especialmente os Evangelhos, a dialogar com Ele, todos os dias, para sentir a Sua presença de amizade e de amor”. (Mensagem aos jovens reunidos para a “Sexta Jornada dos Jovens” da Lituânia 28-30 de junho)
5) Rezar o Rosário: “Gostaria de destacar a beleza de uma oração contemplativa simples, acessível a todos, grandes e pequenos, cultos e pouco instruídos: a oração do Santo Rosário. O Rosário é um instrumento eficaz para nos ajudar a nos abrirmos a Deus, porque nos ajuda a vencer o egoísmo e a levar a paz aos corações, às famílias, à sociedade e ao mundo.” (Mensagem aos jovens reunidos para a “Sexta Jornada dos Jovens” da Lituânia 28-30 de junho)
6) Fazer barulho: “Aqui, no Rio, farão barulho, farão certamente. Mas eu quero que se façam ouvir também, nas dioceses, quero que saiam, quero que a Igreja saia pelas estradas, quero que nos defendamos de tudo o que é mundanismo, imobilismo, nos defendamos do que é comodidade, do que é clericalismo, de tudo aquilo que é viver fechados em nós mesmos”. (Discurso aos Jovens Argentinos durante a JMJ Rio 2013)

7) Aproximar-se da cruz de Cristo: “Queridos amigos, a Cruz de Cristo nos ensina a sermos como o Cireneu, aquele que ajuda Jesus a levar o madeiro pesado, como Maria e as outras mulheres, que não tiveram medo de acompanhar Jesus até o fim, com amor, com ternura. E você, como é? Como Pilatos, como o Cireneu, como Maria?” (Discurso aos Jovens durante a Via-sacra, em Copacabana, durante a JMJ Rio 2013)
8) Ser protagonista das mudanças: “Através de vocês, entra o futuro no mundo. Também a vocês, eu peço para serem protagonistas desta mudança. Peço-lhes para serem construtores do mundo, trabalharem por um mundo melhor. Queridos jovens, por favor, não ‘olhem da sacada’ a vida, entrem nela. Jesus não ficou na sacada, Ele mergulhou… ‘Não olhem da sacada’ a vida, mergulhem nela como fez Jesus”. (Discurso na Vigília de Oração, na praia de Copacabana, durante a JMJ Rio 2013)
9) Servir sem medo: “Não tenham medo de ir e levar Cristo para todos os ambientes, até as periferias existenciais, incluindo quem parece mais distante, mais indiferente. O Senhor procura a todos, quer que todos sintam o calor da Sua misericórdia e do Seu amor”. (Homilia da Missa de encerramento da JMJ Rio 2013)
10) Ser revolucionário: “Na cultura do provisório, do relativo, muitos pregam que o importante é ‘curtir’ o momento, que não vale a pena se comprometer por toda a vida, fazer escolhas definitivas ‘para sempre’, uma vez que não se sabe o que nos reserva o amanhã. Nisso peço que se rebelem: que se rebelem contra a cultura do provisório, a qual, no fundo, crê que vocês não são capazes de assumir responsabilidades, que não são capazes de amar de verdade. Eu tenho confiança em vocês, jovens, e rezo por vocês. Tenham a coragem de ‘ir contra a corrente’. E também tenham a coragem de ser felizes!” (Discurso aos voluntários da JMJ Rio 2013)

Via http://destrave.cancaonova.com/

A vida dos Santos



JESUS CRISTO é o único mestre da verdade,
o único modelo, o único mediador da vida do PAI. 

São Francisco de Sales diz:
"Que são a vida dos Santos se não o Evangelho colocado em prática?"
Os Santos de Deus são aqueles heróis de JESUS CRISTO que, alcançando uma vitória sobre o demônio, o mundo e a carne, e praticando as virtudes em grau heróico, alcançaram a eterna bem-aventurança.
São modelos de vida em Cristo, e pelo seu testemunho são nossos intercessores junto a Deus.
O que fazer para participar dessa felicíssima glória na JERUSALÉM CELESTE?
Temos a Sagrada Escritura, os Mandamentos, os Sacramentos, a Doutrina da Igreja Católica Apostólica Romana e os exemplos dos Santos.

Nenhuma pessoa humana chegou à eterna felicidade senão pela via da Cruz, e praticando as virtudes do Divino Mestre, da humildade, da paciência, da perseverança, mansidão, castidade, e um abrasado amor à Deus e ao próximo e uma rejeição ao mal e ao pecado.

Festa da Anunciação


A Anunciação do anjo à Maria marca o início da Redenção humana.  Com seu “sim”, Maria divide a história da humanidade em antes e depois, em velho e novo.  Ao aceitar o projeto de Deus, Maria se insere definitivamente na aliança de Deus com seu povo: através dela o Filho de Deus se fará homem e se fará presente e atuante em seu tempo e por toda a eternidade.
Com sua atitude, Maria torna-se co-redentora, participando do resgate da humanidade em direção ao coração de Deus.  Através de Maria Deus se fará homem e na vida terrena experimentará o limite da condição humana para revelar-Se Pai amoroso, Filho amado, Espírito amante.
Com a festa da Anunciação a Nossa Senhora, a Igreja quer celebrar esse momento único em que Cristo começa a ser gerado no ventre de Maria.  A jovem, que questiona o anjo por não entender como tal coisa poderia acontecer já que não conhecia homem, consegue perceber nas palavras do mensageiro a certeza de Deus e Sua verdade.  Assim, abre seu coração e seu corpo ao extraordinário, àquilo que assombrará a humanidade por gerações: ser corpo virgem gerará uma vida – mistério insondável de Deus, revelação suprema de Seu poder em tornar possível o impossível aos olhos humanos.
Possamos com essa festa nos abrir ao extraordinário, aceitar com gratidão o projeto de Deus sabendo-nos partícipes da construção de um novo estado de coisas e, sobretudo, testemunhar que desde aquele dia comum, na pequena cidade de Nazaré da Galiléia, o próprio Deus está presente no meio da humanidade.

Textos litúrgicos da Festa

1ª leitura – Is 7, 10-14; 8-10

2ª Leitura – Hb 10, 4-10
Evangelho – Lc 1, 26-38





Frases de Santos 



1-Dom Bosco
''Meus caros jovens, eu vos amo de todo coração, basta-me saber que sois jovens para que vos ame profundamente''.


2-São Francisco de Assis
"Ao servo de Deus nada deve desagradar senão o pecado." "Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, em breve estarás fazendo o impossível."


3-São João Maria Vianney
"Quem não tem tempo a perder para Deus, perde seu tempo".



 4-São João da Cruz
"A mosca que pousa no mel não pode voar; a alma que fica presa ao sabor do prazer, sente-se impedida em sua liberdade e contemplação."


5-Padre Pio
- "Quando Jesus vem a nós na santa comunhão, encontra alegria em Sua criatura. Por nossa parte, procuremos Nele a nossa alegria."

6-Santa Teresinha do Menino Jesus
"A vida é apenas um sonho, em breve acordaremos e que alegria!... quanto mais nossos sofrimentos são grandes, tanto mais nossa glória será infinita".


7-Sta Rita de Cássia
Senhor, dá-me um amor capaz de entregar tudo por um amor sempre maior.


8-Santa Teresa de Ávila
"O Senhor não olha tanto a grandeza das nossas obras. Olha mais o amor com que são feitas"


9-Santo Agostinho
"Oh eterna verdade, verdadeira caridade e querida eternidade! És o meu Deus, por ti suspiro dia e noite"


10-Santo Inácio de Antioquia
"Escutai, antes, as feras, para que se convertam em meu sepulcro e não deixem rasto do meu corpo. Então serei verdadeiro discípulo de Cristo".



Mateus 16:13-20
Nova Versão Internacional

A Confissão de Pedro
13 Chegando Jesus à região de Cesaréia de Filipe, perguntou aos seus discípulos: “Quem os outros dizem que o Filho do homem é?”
14 Eles responderam: “Alguns dizem que é João Batista; outros, Elias; e, ainda outros, Jeremias ou um dos profetas”.
15 “E vocês?”, perguntou ele. “Quem vocês dizem que eu sou?”


16 Simão Pedro respondeu: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo”.
17 Respondeu Jesus: “Feliz é você, Simão, filho de Jonas! Porque isto não lhe foi revelado por carne ou sangue, mas por meu Pai que está nos céus. 18 E eu lhe digo que você é Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do Hades[a] não poderão vencê-la[b]. 19 Eu lhe darei as chaves do Reino dos céus; o que você ligar na terra terá sido ligado nos céus, e o que você desligar na terra terá sido desligado[c] nos céus”. 20 Então advertiu a seus discípulos que não contassem a ninguém que ele era o Cristo.



Ninguém faz bem o que faz contra a vontade, mesmo que seja bom o que faz.
Santo Agostinho

Aconteceu no domingo, 23 de março de 2014, a Celebração Eucarística na qual tomou posse canônica no ofício de Pároco da Paróquia Nossa Senhora da Consolação o Reverendíssimo Padre Frei Agostinho Morosini, O.A.R., a posse foi dada pelo Vigário Geral da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim o Reverendíssimo Padre Antônio Tatagiba Vimercati, do clero diocesano, delegado pelo bispo diocesano para tal feito.

Concelebram a Eucaristia o pároco Frei Agostinho Morosini, O.A.R. e o Vigário Paroquial Frei Enéas Berilli, O.A.R., estiveram presentes os diáconos permanentes e residentes no território paroquial: Ary de Paula Nascimento, José Carlos Zóboli, Pedro Guarino e Sérgio Sechin; diáconos transitórios: Frei Ricardo, O.A.R, que está a serviço da Igreja na Paróquia Nossa Senhora da Penha, na cidade de Castelo (ES) e Frei Sérgio Sambl, O.A.R., que, agora, passará a servir a Igreja, na Paróquia Nossa Senhora da Consolação e o diácono permanente, que reside no território da Paróquia São João Batista, cidade de Muqui: Bernardino.

O Santuário de Nossa Senhora da Consolação estava repleto de fiéis, com a representação de todas as Comunidades Eclesiais de Base que formam a Paróquia Nossa Senhora da Consolação; fiéis da Paróquia São João Batista, da cidade de Muqui; demais fiéis de outras paróquias da cidade de Cachoeiro de Itapemirim e a presença belíssima de religiosas e religiosos no meio do Povo de Deus.

Na homilia Padre Antônio Tatagiba Vimercati explanou sobre a água viva que Jesus Cristo tem para cada um de nós, que estamos sedentos por Deus, para tanto utilizou-se da mulher Samaritana, da forma como Jesus obteve um diálogo edificador com aquela mulher e como elevou-a à dignidade de pessoa humana. Ela que queria uma água que logo sentiria novamente sede e da água que Jesus possui de forma abundante para toda humanidade.
O Vigário Geral da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim, também, em sua homilia, lembrou ao novo pároco sobre as funções deste na condução dos trabalhos pastorais da Paróquia, auxiliados por todos os paroquianos, tendo como suporte o Documento de Aparecida.

Ao término da celebração houve as boas-vindas da Coordenadora do Conselho de Pastoral Paroquial - Sra. Sirley e a fala de agradecimento e apresentação do novo pároco, assim como, o novo pároco apresentou o Frei Sérgio Sambl, O.A.R. que passará a trabalhar na Paróquia Nossa Senhora da Consolação e agradeceu o trabalho pastoral desenvolvido por Frei Domingos Sérgio Gusson, enquanto sua permanência à frente da paróquia.

No salão paroquial foi oferecido a todos os presentes na posse uma recepção salgados e refrigerantes, que foram preparados com muito carinhos pelas meninas da cantina, que trabalharam muito no final de semana que aconteceu a posse de Frei Agostinho.

Aqui, externamos os sinceros agradecimentos a todos que trabalharam para realização da Posse de Frei Agostinho: Secretárias Paroquiais (Dalvana e Marta), Coordenadora do CPP, Coordenadores dos CPC's, Coordenadores Paroquiais das Pastorais e Movimentos e tantas outras que exerceram suas atividades com muito amor.

ANUNCIAÇÃO DO SENHOR 

Evangelho (Lc 1,26-38)
— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 26o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré,27a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José. Ele era descendente de Davi e o nome da Virgem era Maria. 28O anjo entrou onde ela estava e disse: “Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!”
29Maria ficou perturbada com estas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação. 30O anjo, então, disse-lhe: “Não tenhas medo, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. 31Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus. 32Ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi. 33Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó, e o seu reino não terá fim”.
34Maria perguntou ao anjo: “Como acontecerá isso, se eu não conheço homem algum?” 35O anjo respondeu: “O Espírito virá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra. Por isso, o menino que vai nascer será chamado Santo, Filho de Deus. 36Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice. Este já é o sexto mês daquela que era considerada estéril, 37porque para Deus nada é impossível”. 38Maria, então, disse: “Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!” E o anjo retirou-se.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.